Alunas indígenas e professores da rede estadual passam por formação para multiplicar projeto que incentiva a continuidade dos estudos

Projeto Malala para Professores Indigenas (11)

Estudantes e professores da Educação Indígena da rede estadual e lideranças comunitárias estão reunidos no Instituto Anísio Teixeira (IAT), em Salvador, com o objetivo de conhecerem o projeto Malala e ganharem formação, de modo que possam atuar como multiplicadoras em suas aldeias, na defesa dos seus direitos. Desenvolvido pela Associação Nacional de Ação Indigenista (ANAÍ) e por estudantes indígenas da Universidade Federal da Bahia (UFBA), em parceria com a Secretaria da Educação do Estado da Bahia, o projeto visa incentivar a educação secundária de meninas indígenas adolescentes que abandonaram a sala de aula. O evento termina na quinta-feira (13), quando será lançado o guia “Junte-se a Malala e amplie a sua voz”, uma ferramenta para a atuação na defesa da educação desse público feminino e gerar transformações.