Secretaria da Educação inicia novo ciclo dos Aulões ENEM 100% nesta segunda-feira (19)

A Secretaria da Educação do Estado (SEC) inicia nesta segunda-feira (19) o segundo ciclo dos Aulões ENEM 100%. O objetivo é ampliar as oportunidades de aprendizagens de competências cognitivas e socioemocionais dos estudantes do 3º ano do Ensino Médio e da Educação Profissional, com foco na melhoria do desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). As aulas serão realizadas nos turnos matutino (das 9h às 12h) e vespertino (das 14h às 17h), até sexta-feira (23), no auditório da SEC, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), com transmissão ao vivo por meio do Portal da Educação e nas redes sociais da Educação Bahia.

A ação pedagógica da SEC abrangerá, no total, 160 unidades escolares de Salvador e da Região Metropolitana de Salvador, contemplando 6.400 alunos. As provas do ENEM 2019 serão realizadas nos dias 3 e 10 de novembro. A superintendente de Políticas para a Educação Básica da SEC, Manuelita Brito, fala sobre a importância desta ação pedagógica. “Os aulões são mais uma etapa da mobilização para o ENEM e têm uma importância fundamental porque quanto mais os estudantes se encontram e socializam suas dúvidas se preparam para este momento que é tão determinante porque tem a ver com o seu ingresso no Ensino Superior. A gente aposta nesta ação, que é quando a Secretaria literalmente vira escola, pois recepciona os alunos durante uma semana inteira, nos dois turnos, recebe professores super qualificados, munidos de material de apoio, além dos canais da internet. Mais uma vez, vai ser um momento importante para a rede estadual”.

O segundo ciclo dos aulões Enem 100% envolverá 320 estudantes por dia de escolas convidadas pertencentes ao Núcleo Territorial de Educação de Salvador (NTE 26). Durante a semana, serão abordados conteúdos voltados às provas do ENEM nas disciplinas de Língua Portuguesa, Redação, Matemática, História, Geografia, Biologia, Química, Física, Sociologia e Língua Inglesa.

Os próximos aulões estão programados para os seguintes períodos: de 23 a 27 de setembro; e de 7 a 11 de outubro.

Mais sobre o ENEM 100%
Com os objetivos de orientar, mobilizar e fomentar a participação dos estudantes que estão concluindo o Ensino Médio no Exame Nacional do Ensino Médio, com vistas no seu ingresso nas instituições de Ensino Superior, o projeto ENEM 100% envolve, além dos aulões, o Redijaê, que é uma ação para fortalecer a produção textual por meio da Sala de Aula Virtual (Google Classroom), com foco na melhoria da proficiência escrita dos estudantes. Os temas sugeridos nas redações do Redijaê deste ano são: “Direitos e deveres do cidadão no Brasil contemporâneo”; “O mundo do trabalho e as perspectivas de futuro”; e “Imigrações e a crise dos refugiados”.

Estado abre mais de 20 mil vagas para cursos técnicos de nível médio

45778459394_a8d664998d_k

A Secretaria da Educação do Estado abriu inscrições, nesta quinta-feira (4), para mais de 20 mil vagas de cursos técnicos de nível médio. As vagas são para os Centros Estaduais e Centros Territoriais de Educação Profissional, além de unidades compartilhadas na capital e em mais 97 municípios dos 27 Territórios de Identidade, entre os quais estão: Feira de Santana, Vitória da Conquista, Itabuna, Gandu, Ipiaú, Ilhéus, Jequié, Juazeiro, Senhor do Bonfim, Barreiras, Seabra, Itaberaba, Serrinha, São Domingos, Bom Jesus da Lapa, Xique-xique, Irecê, Santo Antônio de Jesus, Cruz das Almas, Alagoinhas, Macaúbas e Caetité (veja a relação completa no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br). As inscrições seguem até dia 14 de julho.

Ao todo são 45 cursos disponibilizados nas formas de oferta Educação Profissional Técnica de Nível Médio Integrada à Educação de Jovens e Adultos (PROEJA Médio) e Subsequente ao Ensino Médio (para quem já concluiu o Ensino Médio na rede pública e quer voltar a estudar). Entre os cursos estão: Administração, Segurança do Trabalho, Logística, Meio Ambiente, Agroecologia, Agropecuária, Enfermagem, Nutrição e Dietética, Análises Clínicas, Edificações, Eletrotécnica, Informática, Contabilidade, Farmácia, Química, Cozinha, Alimentos, Panificação, Recursos Humanos, Edificações, Desenho da Construção Civil, Rede de Computadores, Secretariado, Conservação e Restauro, Artes Visuais, instrumento Musical, Documentação Musical e Regência.

Do total ofertado, 12.510 vagas são para os cursos na forma de articulação Subsequente ao Ensino Médio. Neste caso, os estudantes devem acessar o Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br) para realizar a inscrição no sorteio eletrônico. O resultado será divulgado no dia 16 de julho e os contemplados devem comparecer às unidades escolares para as quais se inscreveram para efetuar a matrícula no período de 18 e 19 de julho.

As demais 7.720 vagas são para cursos na forma de articulação PROEJA Médio, direcionada a jovens com mais de 18 anos, que concluíram o Ensino Fundamental. Para este público, a matrícula é feita diretamente nas unidades escolares ofertantes de Educação Profissional, com vagas disponíveis, no período de 18 e 19 de julho. No ato da matrícula, o estudante deve apresentar documentos como o original do histórico escolar; originais e cópias da cédula de identidade ou certidão de registro civil, do CPF e do comprovante de residência. Nos dois casos, as aulas serão iniciadas no dia 29 de julho.

O superintendente da Educação Profissional e Tecnológica do Estado, Ezequiel Westphal, falou sobre o impacto destas ofertas na formação dos jovens e adultos. “Estes cursos dão oportunidades para estudantes que concluíram o Ensino Médio na rede pública e buscam uma formação profissional e aos alunos que buscam um curso profissional articulado à Educação de Jovens e Adultos. As políticas para a Bahia, principalmente voltadas à EJA, têm se intensificado, cada vez mais, nos últimos anos. Então, convidamos a todos aqueles, que tenham interesse nos cursos na área de Educação Profissional, a fazerem a sua inscrição e ou a se matricular num processo bastante simplificado e inclusivo”, destacou.

Acesse o edital e as unidades ofertantes com os respectivos números de vagas no Portal da Educação: www.educacao.ba.gov.br

Foto: Ilustrativa/ Claudionor Jr

Começa nesta terça-feira (21) a matrícula do pré-vestibular Universidade Para Todos

Visita dos dos beneficiados do Univesridade Para Todos - foto. Suâmi Dias (27)

A matrícula para o cursinho pré-vestibular Universidade para Todos começa nesta terça-feira (21) e segue sexta (24), no local e turno para os quais o aluno optou para cursar. O programa é ofertados pela Secretaria da Educação do Estado em parceria com as universidades estaduais (UNEB, UESC, UEFS e UESB) e tem como objetivo o fortalecimento da política de acesso à Educação Superior. Neste ano, foram inscritos 32.711 estudantes de todo o Estado para as 11.505 vagas ofertadas. As aulas irão começar no dia 27 deste mês e seguem até dezembro.

No ato da matrícula, o estudante classificado deverá apresentar os documentos expressos no edital, dentre os quais os documentos pessoais e os históricos escolares do Fundamental II e do Ensino Médio. Além das aulas, os alunos têm acesso aos projetos complementares, como seminários, oficinas, simulados, revisão para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) e orientação vocacional. Para os cursistas da UNEB e UESB, que obtiverem frequência superior a 75% nas aulas, está garantida a isenção da taxa de inscrição no vestibular.

Para a execução do projeto, serão selecionados pelas universidades parcerias, 1.034 estudantes universitários que atuarão como professores/monitores. Esta é mais uma política pública educacional desenvolvida pela Secretaria da Educação do Estado voltada para a juventude, de modo a oportunizar aos universitários a vivência do exercício da docência. Durante a execução do programa, esses alunos serão acompanhados e passarão por formação.

O cursinho pré-vestibular é voltado a estudantes matriculados, em 2019, no 3º ano do Ensino Médio Regular estadual ou municipal ou nas suas modalidades correspondentes; aos matriculados, em 2019, no 4º ano da Educação Profissional integrada ao Ensino Médio da rede estadual ou municipal ou nas suas modalidades correspondentes; e nos egressos do Ensino Médio estadual ou municipal do Estado da Bahia. Marcado pela abrangência nos 27 Territórios de Identidade, o programa já possibilitou a cerca de 20 mil estudantes o ingresso no Ensino Superior em diversas instituições, ao longo de dez anos.

Foto: Ilustrativa / Suami Dias

Terminam nesta sexta-feira (17) as inscrições para o ENEM

(57)

As inscrições para as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), em 2019, terminam às 23h59  (horário de Brasília) desta sexta-feira (17), exclusivamente pela internet, no portal do INEP (https://enem.inep.gov.br/participante/#!/inicial). A Secretaria da Educação do Estado, por meio do projeto ENEM 100%, orienta as escolas da rede para que seja dado todo o suporte necessário aos estudantes para as inscrições, desde a orientação do processo até à disponibilização de computadores. As provas do ENEM 2019 serão realizadas nos dias 3 e 10 de novembro.

Ao acessar a página de inscrição, na tela inicial, são solicitados o número do CPF e a data de nascimento do participante. Em seguida, o candidato deve preencher uma ficha com os seus dados pessoais, como número da identidade e endereço. O passo seguinte é criar uma senha de, no mínimo, seis, e, no máximo, dez caracteres. Nessa seção, o candidato informa se necessita de atendimento especializado para fazer a prova. Depois, será preciso selecionar um idioma: ENEM Inglês ou ENEM Espanhol para responder a prova de língua estrangeira. Além disso, também deve escolher a cidade onde deseja realizar o exame.

As etapas seguintes da inscrição são: responder as informações relacionadas à situação no Ensino Médio; preencher um questionário socioeconômico com questões sobre renda e grupo familiar; e, para finalizar, o candidato deve imprimir o boleto e realizar o pagamento até a data de vencimento que está especificada no documento, no caso dos candidatos que não estão isentos da taxa de inscrição.

Após as inscrições, a outra orientação da Secretaria da Educação do Estado é para que os gestores das unidades escolares enviem a relação de todos os estudantes inscritos (incluindo os que se inscreveram fora da escola) para o lançamento no Sistema de Gestão Escolar (SGE).

Mais sobre o ENEM 100% – Além da mobilização dos estudantes para a inscrição, o projeto ENEM 100% também envolve o fortalecimento das aprendizagens, por meio do Redijaê e dos Aulões de Revisão. Os aulões, previstos para serem realizados no auditório da SEC, no período de 15 de julho a 25 de outubro, nos turnos matutino e vespertino, visam ampliar as oportunidades de aprendizagens de competências cognitivas e socioemocionais dos estudantes do 3º ano do Ensino Médio, com foco na melhoria do desempenho no ENEM. Já o Redijaê é uma ação para fortalecer a produção textual por meio da Sala de Aula Virtual (Google Classroom), com foco na melhoria da proficiência escrita dos estudantes. Os temas sugeridos nas redações do Redijaê deste ano são: “Direitos e deveres do cidadão no Brasil contemporâneo”; “O mundo do trabalho e as perspectivas de futuro”; e “Imigrações e a crise dos refugiados”.

Foto: Ilustrativa

Secretaria da Educação do Estado realiza adesão das escolas para as feiras de Ciências, Matemática e Empreendedorismo

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC) está mobilizando as escolas estaduais para a realização das feiras escolares de Ciências, Matemática e Empreendedorismo 2019 e, consequentemente, para a 8ª Feira de Ciências, Empreendedorismo e Inovação da Bahia (FECIBA). Para participar das feiras escolares, gestores, professores e coordenadores pedagógicos da rede estadual precisam fazer a adesão ao projeto até o dia 31 de maio, mediante preenchimento de formulário disponível no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br). No Portal, também já estão disponíveis a chamada pública e o edital com todas as diretrizes para a participação dos estudantes e professores na 8ª FECIBA.

As feiras escolares acontecerão de 1º de agosto a 30 de setembro de 2019 e são compostas pela exposição e mostra de trabalhos realizados por estudantes sob a orientação de um professor. Os projetos para a feira escolar, em geral, partem de uma situação-problema, para a qual podem ser idealizados um processo, um modelo, um invento ou um experimento científico para resolvê-la ou minorá-la, gerando um resultado, modelo, protótipo ou outro tipo de produção, de tal forma que possa ser avaliado por sua utilidade; relevância social ou científica.

Os trabalhos selecionados nas feiras escolares deverão ser submetidos à 8ª FECIBA, no período de 1º a 20 de outubro. A FECIBA é considerada uma estratégia de divulgação e popularização científica, que envolve mostra de experiências e de estímulo ao protagonismo estudantil. Na atividade, os estudantes do Ensino Fundamental, do Ensino Médio e da Educação Profissional e Tecnológica, orientados por docentes, apresentam projetos desenvolvidos em sala de aula, que fortalecem o domínio de competências e habilidades nas diversas áreas do conhecimento.

Neste ano, a SEC, por meio da Coordenação Executiva de Projetos Estratégicos da Educação, amplia os horizontes e possibilidades tanto das feiras escolares quanto da FECIBA, incentivando interlocuções com diversos campos do conhecimento. Assim, além dos projetos de iniciação científica, as feiras incluirão aqueles desenvolvidos no âmbito dos projetos estruturantes e intersetoriais promovidos na rede estadual. São eles: Artes Visuais Estudantis (AVE); Festival Anual da Canção Estudantil (FACE); Tempos de Arte Literária (TAL); Educação Patrimonial e Artística (EPA); Jogos Estudantis da Rede Pública (JERP); Dança Estudantil (DANCE); Encontro Coral (ENCANTE); Produção Vídeos Estudantis (PROVE); Centros Juvenis de Ciência e Cultura (CJCC), Educação Ambiental e Saúde e Escolas Culturais. Todos os projetos a serem submetidos à FECIBA, deverão estar enquadrados nas seguintes áreas: Ciências Exatas e Engenharia; Ciências Humanas e Ciências Sociais aplicadas; Ciências Biológicas, Ciências da Saúde e Ciências Agrárias; Empreendedorismo, Mundo do Trabalho e Projeto de Vida; Energia e Sustentabilidade e Júnior Menor.

Veja o calendário de atividades abaixo e acesse as chamadas públicas no Portal da Educação.

Secretarias estaduais discutem Agenda da Educação para o PPA 2019-2023

Agenda  Educação Plano Participativo da SEC 88 - Foto. Claudionor Jr (7)

A Secretaria da Educação do Estado (SEC) deu início, nesta quinta-feira (9), no auditório do órgão central, ao seminário de culminância das discussões sobre o planejamento das políticas públicas educacionais, inseridas entre as diretrizes do Plano Plurianual (PPA) 2019-2023 do governo do Estado, que foram elaboradas em regime colaborativo a partir de plenárias ocorridas nos 27 Territórios de Identidade. Instrumento legal que se renova a cada quatro anos, o PPA representa os componentes estratégicos para a execução das políticas públicas de todas as áreas, alinhado à Lei Orçamentária Anual e à Lei de Diretrizes Orçamentárias. A chamada Agenda da Educação para o PPA, que prossegue nesta sexta-feira (10), contou com as presenças do secretário da Educação, Jerônimo Rodrigues, e representantes das pastas de Administração (SAEB), da Fazenda (SEFAZ) e do Planejamento (SEPLAN), além de servidores e gestores das secretarias envolvidas.

O secretário Jerônimo Rodrigues destacou a importância do planejamento na área da Educação dentro do PPA. “Estamos aqui, hoje, em uma agenda de culminância do nosso planejamento para a Educação e é uma oportunidade de diálogo com todas as áreas, tendo como foco a Secretaria da Educação se envolvendo, de uma forma mais geral, na construção do PPA, que é o guia orientador das políticas estratégicas determinadas pelo governador Rui Costa e construído no momento da campanha, quando ele se comprometeu com o conjunto de políticas para todo o Estado, em especial no campo da Educação”.

O programa de governo é um norte para o planejamento da Educação e este alinhado a outros dois documentos: a Lei de Diretrizes Orçamentárias e a Lei Orçamentária Anual. “Todos estes documentos servirão de base para orientar o planejamento orçamentário das políticas estratégicas, sob a coordenação da SEPLAN, SAEB, SEFAZ. É fundamental que todo o corpo diretivo, administrativo e pedagógico da Secretaria compreenda e participe efetivamente para garantir que as políticas públicas sejam, de fato, concretizadas na legislação. Não temos como falar de política pública sem as leis de Diretrizes Orçamentárias e a Orçamentária Anual”, completou o secretário Jerônimo.

O superintendente de Administração Financeira da SEFAZ, Humberto Novais, falou sobre a importância do planejamento orçamentário. “Se na nossa vida privada é importante o planejamento diário, imagine no setor público. Portanto, para executarmos as nossas ações voltadas à Educação, que no caso é a maior secretaria do Estado e que está presente nos 417 municípios baianos, é fundamental que tenhamos um planejamento das estratégias”.

Agenda  Educação Plano Participativo da SEC 88 - Foto. Claudionor Jr (1)

A importância da integração do planejamento governamental convergido no PPA também foi ressaltado pelo diretor de Soluções em Gestão da Superintendência da Gestão e Inovação (SGI), da SAEB, Milton Coelho. “O diálogo entre as secretarias de governo, baseado nas demandas da população, é fundamental para a viabilização das propostas que servidores e dirigentes se comprometeram a executá-las. Então, é importante olharmos para as secretarias porque seria utópico defendermos metas sem observas as nossas capacidades internas de realizá-las e avaliarmos os contextos que estão inseridas. O que vai fazer com que a gente supere os desafios é, também, o compromisso de cada um, principalmente dos atores que estão na ponta”.

Programação – O seminário sobre a agenda da Educação no PPA 2019-2023 foi aberto com a apresentação do grupo de dança Coletivo Crespo, do Colégio Estadual Rômulo Almeida, localizado em Salvador. No primeiro dia foram debatido os seguintes temas: “O atual contexto educacional do Brasil e as ações da SEC”, com o subsecretário Danilo Souza; “O papel das universidades para o desenvolvimento da Educação Básica”, com o coordenador executivo de Projetos Estratégicos, Marcius Gomes; “A política de formação continuada e o desenvolvimento territorial”, com a diretora do Instituto Anísio Teixeira (IATA), Cybele Amado; “A Educação como pilar do desenvolvimento da Bahia”, com o professor e ex-reitor da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), Paulo Gabriel Nacif; “Plano estadual da Educação e o desenvolvimento territorial”, com a superintendente de Políticas para a Educação Básica da SEC, Manuelita Brito; “Educação profissional e o desenvolvimento territorial na Bahia”, com o superintendente da Educação Profissional e Tecnológica da SEC, com Ezequiel Westphal.

Terminam nesta sexta-feira (10) as inscrições para o Mais Futuro

b6a85865aff7fc739c1f39d07e33cb10-photo Mila Cordeiro

Terminam nesta sexta-feira (10) as inscrições para o Mais Futuro, programa estadual de assistência estudantil. A iniciativa oferece auxílio financeiro para os estudantes das universidades Estaduais de Feira de Santana (UEFS), de Santa Cruz (UESC), do Sudoeste da Bahia (UESB) e da Universidade do Estado da Bahia, (UNEB), que estejam em condições de vulnerabilidade socioeconômica, inscritos no CadÚnico, além de oportunidades de estágio no setor público.

Lançado em 2017, o programa Mais Futuro já beneficiou 10.480 estudantes com auxilio permanência, que implicou, até o último mês de março, em um investimento superior a R$ 36 milhões. O valor da bolsa é de R$ 300 para quem estuda a até 100 quilômetros de onde mora, e de R$ 600 para os que vivem a uma distância maior, pois para estes há a necessidade de moradia temporária na cidade onde estudam. Ainda existe a opção de uma bolsa complementar, que terá valor variável, de acordo com atos normativos de cada instituição estadual de Ensino Superior. A lista dos estudantes homologados será publicada pela Secretaria da Educação do Estado (SEC) e divulgada por cada uma das Universidades em seus portais eletrônicos.

Atualização cadastral – Os estudantes devem estar atentos para o registro atualizado no cadastro centralizado de programas sociais do Governo Federal (CadÚnico). Para fazer essa atualização é preciso ir até o setor responsável pelo CadÚnico ou pelo Bolsa Família na cidade em que mora. Caso não saiba onde fica o local de cadastramento, o interessado pode buscar essa orientação no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) mais próximo de sua casa. Em muitas localidades, o próprio CRAS realiza o cadastramento das famílias. Candidatos ao programa Mais Futuro também não devem possuir vínculo empregatício e não ter concluído qualquer outro curso de nível superior. O incentivo garante a permanência desses estudantes nas salas de aula e a conclusão dos cursos de graduação.

Políticas para a juventude

Além do Mais Futuro, o Estado também tem outros dois programas voltados aos estudantes. O Partiu Estágio garante estágio remunerado aos universitários e o Primeiro Emprego possibilita aos estudantes egressos dos cursos técnicos de nível médio da rede estadual de ensino a primeira experiência no mundo do trabalho.

Foto: Ilustrativa

Programa Partiu Estágio prorroga inscrições até o dia 25 de abril

As inscrições para o programa Partiu Estágio foram prorrogadas até o dia 25 de abril. São ofertadas 4.390 vagas aos universitários dos cursos de Educação Física, Letras Vernáculas e Matemática que irão atuar no reforço escolar para estudantes da rede estadual de ensino. A novidade para este edital é que poderão se inscrever estudantes de cursos presenciais e na modalidade EAD.
Para participar do programa, é necessário que o candidato tenha idade mínima de 16 anos e que tenha cumprido mais de 50% da graduação. Podem participar estudantes universitários residentes na Bahia e que estejam regularmente matriculados em cursos presenciais e EAD de instituições estaduais, federais e privadas com sede/pólo no estado. Alunos de cursos presenciais poderão concorrer a vagas ofertadas nas cidades onde residem ou estudam. Já estudantes de cursos EAD apenas poderão se candidatar a vagas alocadas na cidade onde moram.
O cadastro de cada candidato irá compor um banco, que terá validade de seis meses, do qual sairão as convocações dos novos estagiários do Estado. Candidatos que estejam participando pela primeira vez devem estar atentos sobre o processo de inscrição. Inicialmente, é preciso acessar o site do Partiu Estágio e criar uma conta, informando CPF, nome, data de nascimento e e-mail válido. O sistema enviará automaticamente para o e-mail cadastrado os dados para acesso ao sistema de inscrição.
De posse dos dados para acesso, o candidato deverá preencher os dados cadastrais no site de inscrição e, posteriormente, selecionar seu curso e o turno das aulas, além do município que estuda ou reside. Caso já tenha se inscrito em editais anteriores, o candidato deve acessar sua conta já existente e realizar o mesmo procedimento. Quem já participou do Partiu Estágio durante período de um ano não poderá se inscrever novamente, com previsto em edital. A lista completa das oportunidades de estágio na rede estadual estará disponível no sistema de inscrição do Partiu Estágio.
Sobre o programa

Lançado em abril de 2017, o Partiu Estágio é uma iniciativa da administração estadual baiana que garante acesso a oportunidades de estágio a estudantes universitários de instituições com sede na Bahia e que ainda não conseguiram se inserir no mercado de trabalho. É prioritário para estudantes inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) e para aqueles que tenham estudado todo o ensino médio em escola pública ou com bolsa integral na rede privada. Do percentual de vagas ofertado em cada edital, 10% são direcionados para portadores de deficiência física, como o previsto pela Lei 11.788/2008.

 

O contrato de estágio tem duração de um ano, sem possibilidade de prorrogação, exceto quando o estudante seja deficiente físico. A carga horária é composta de quatro horas diárias de atividades supervisionadas, chegando a 20 horas semanais, distribuídas de acordo com a necessidade da Administração Pública. Além da bolsa-estágio, os universitários terão direito a auxílio-transporte e 30 dias de recesso remunerado, proporcionais. Desde seu lançamento, o programa já contratou mais de seis mil estagiários para atuarem no serviço público.

Começa etapa escolar dos Jogos Estudantis da Rede Pública

Começaram oficialmente, nesta quarta-feira (3) os Jogos Estudantis da Rede Pública (JERP). O JERP, que está completando 10 anos, em 2019, é considerado um projeto estratégico pela Secretaria da Educação do Estado para o processo de ensino e aprendizagem dos estudantes. Neste ano, além de envolver diferentes modalidades tradicionais como basquete, vôlei, futebol e xadrez, os jogos incluem modalidades inovadoras, que possuem referências nos territórios e que são sugeridas por cada NTE ou unidade escolar, a exemplo da argolinha, da natação no rio e do samba de roda, que têm uma expressão cultural sem necessariamente ter uma expressão competitiva.

Leia mais.

Começam os cursos e oficinas dos Centros Juvenis de Ciência e Cultura na capital e no interior

13209_01

Os estudantes dos Centros Juvenis de Ciência e Cultura (CJCC) de Salvador, Feira de Santana, Jequié e Barreiras tiveram, nesta segunda-feira (11), as aulas inaugurais dos cursos e das oficinas oferecidos neste semestre. Promovidos pela Secretaria da Educação do Estado (SEC) e direcionados aos alunos da rede estadual matriculados no 9° ano, no Ensino Médio, na Educação de Jovens e Adultos (EJA) ou na Educação Profissional e Tecnológica, os cursos acontecem no contraturno das aulas regulares. Já no CJCC de Senhor do Bonfim, as aulas começam na quarta-feira (12) e no CJCC de Vitória da Conquista, na próxima segunda-feira (18). No CJCC de Itabuna, por sua vez, as atividades começaram no último dia 25/2.

No CJCC de Salvador, estão sendo oferecidos 22 cursos, com a participação de 480 estudantes, nos três turnos, entre os quais os de Robótica; Piloto virtual; e Cosplay. Wendel Diego Cruz, 17, 1º ano do Colégio Estadual Anísio Teixeira, conta que foi incentivado por um colega a participar das oficinas do CJCC. “Fiquei curioso em complementar meus conhecimentos em áreas que gosto muito. Daí, decidi participar dos cursos de Robótica e de Games. Estou com ótimas expectativas porque já deu para ver que o trabalho aqui é bem dinâmico e aprendemos na prática”.

A diretora do CJCC de Salvador, Isabel das Virgens, fala sobre a importância das oficinas no processo de ensino e aprendizagem dos estudantes. “A iniciativa da SEC é fundamental na complementação da Educação dos nossos estudantes. E o mais interessante é que eles têm liberdade de escolher o curso da sua preferência. Então, eles chegam aqui com total disponibilidade e interesse em ganhar novos conhecimentos, a partir de atividades práticas, melhorando, assim, o seu desempenho escolar na Educação regular”, pontuou a gestora.

Em Barreiras, os estudantes do CJCC têm à sua disposição 20 cursos. O estudante Artur Donato, 16, aluno do 1º ano do Colégio Estadual Antônio Geraldo, se matriculou em dois cursos: ‘Meu primeiro aplicativo’ e ‘Do ato ao teatro’, e fala sobre suas expectativas. “É a primeira vez que participo das oficinas do CJCC e fui incentivado por uma professora da minha escola. Estou adorando porque gosto de arte cênica e tenho interesse em fazer um aplicativo ligado à academia de ginástica. Já vi que vou aprender muito porque as aulas são práticas”.

O significado das oficinas e cursos do CJCC na vida escolar dos alunos da rede estadual é ressaltado, também, pela diretora do CJCC de Barreiras. “Essas atividades realizadas pelos CJCC potencializam o aprendizado teórico que os estudantes têm na sala de aula regular, principalmente porque trabalhamos muito a prática, o que facilita a compreensão dos conteúdos”.

Sobre os Centros Juvenis – Iniciativa da Secretaria de Educação do Estado da Bahia, os Centros Juvenis de Ciência e Cultura (CJCC) promovem a ampliação da jornada escolar e a diversificação do currículo dos estudantes. Nos centros são oferecidas diversas atividades culturais e de acesso ao conhecimento científico, como cursos e oficinas realizadas de forma lúdica em ambientes interativos.

Oferta de cursos e oficinas por CJCC:

Salvador

Biotec; Jogos teatrais; Corpus; Culturama; Movidance; Papéis interativos; Ecociências; Pense grande; Embaixadores da ciência; Piloto virtual; Eu, escritor; #Partiumuseu; Investigação científica; Giro da física; Inglês; Filme, edite e publique; Ser e grafias; Fotografia; Robótica; Games; Música; e Garagem de aplicativos.

Jequié

Na crise eu crio – Empreendedorismo sustentável; Desenvolvendo games com scratch – (em 3 modalidades); FotAção; Oficina da palavra; Ilusão (f)ótica; Hqs em série; Eu poeta; Vem ser, seu principal desafio; Teatralizando; Imersão no inglês; Bioquímica de alimentos; Qual a música que te toca?; Universo do cosmaker ao cosplay; Estampano – Desenho; molde e carimbo; e Montagem e programação de robôs.

Itabuna

Escrevivências, Literatura Encena; Trilhas na Mata Atlântica; Dança, Corpo e Movimento; Robótica; Modelagem tridimensional; A arte de Reciclar; Desvendando o DNA; Cosplay; Ciência Fantástica dos Super-Heróis; English’s Club; I Love English e A Medicina das Plantas.

Senhor do Bonfim

História em cinema; Viva a diversidade; Vibe dance;Teatro C; Esporte interativo; Experimentoteca maker; O invisível mundo microbiano; Clube de Ciências; Crush VIP; Carpie diem; No limite da matemática; A história da matemática; Geometria em ação; Empreenda; #Easymática; Poescria; Eu escritor cordel; Click juvenil; Robótica livre; e Reinvenção das coisas.

Barreiras

Reciclaê; Trilhas do Cerrado; Scratch; Por trás da canção; Meu primeiro emprego; Vida de inseto; Cozinha criativa; Do ato ao teatro; Circuito elétrico; Tribos urbanas; O X da questão; Balaio das artes; Empreenda!; Trilhas do Território de Identidade; Audiovizoom; Robótica; Choque cultural; Circuitos elétricos; e Um ponto no mapa.

Vitória da Conquista

Robótica; Mundo invisível; Mutantes; Studio plantas; Quadrinhos em rede; Cosplay; Aventuras em série; F5; Fanfic;1+1 É mais que 2; Na medida – IEED/Normal; e É da $ua conta? – Polivalente.

Feira de Santana

Jogos de tabuleirão; Heurécka; Papéis interativos; Corrida espacial; CSI; English conversation for beginners; Literatura periférica; Solta a batida!; Ideias que rendem; Libras para iniciantes; e Dobraduras e jogos.

Foto: Divulgação