Programa Partiu Estágio prorroga inscrições até o dia 25 de abril

As inscrições para o programa Partiu Estágio foram prorrogadas até o dia 25 de abril. São ofertadas 4.390 vagas aos universitários dos cursos de Educação Física, Letras Vernáculas e Matemática que irão atuar no reforço escolar para estudantes da rede estadual de ensino. A novidade para este edital é que poderão se inscrever estudantes de cursos presenciais e na modalidade EAD.
Para participar do programa, é necessário que o candidato tenha idade mínima de 16 anos e que tenha cumprido mais de 50% da graduação. Podem participar estudantes universitários residentes na Bahia e que estejam regularmente matriculados em cursos presenciais e EAD de instituições estaduais, federais e privadas com sede/pólo no estado. Alunos de cursos presenciais poderão concorrer a vagas ofertadas nas cidades onde residem ou estudam. Já estudantes de cursos EAD apenas poderão se candidatar a vagas alocadas na cidade onde moram.
O cadastro de cada candidato irá compor um banco, que terá validade de seis meses, do qual sairão as convocações dos novos estagiários do Estado. Candidatos que estejam participando pela primeira vez devem estar atentos sobre o processo de inscrição. Inicialmente, é preciso acessar o site do Partiu Estágio e criar uma conta, informando CPF, nome, data de nascimento e e-mail válido. O sistema enviará automaticamente para o e-mail cadastrado os dados para acesso ao sistema de inscrição.
De posse dos dados para acesso, o candidato deverá preencher os dados cadastrais no site de inscrição e, posteriormente, selecionar seu curso e o turno das aulas, além do município que estuda ou reside. Caso já tenha se inscrito em editais anteriores, o candidato deve acessar sua conta já existente e realizar o mesmo procedimento. Quem já participou do Partiu Estágio durante período de um ano não poderá se inscrever novamente, com previsto em edital. A lista completa das oportunidades de estágio na rede estadual estará disponível no sistema de inscrição do Partiu Estágio.
Sobre o programa

Lançado em abril de 2017, o Partiu Estágio é uma iniciativa da administração estadual baiana que garante acesso a oportunidades de estágio a estudantes universitários de instituições com sede na Bahia e que ainda não conseguiram se inserir no mercado de trabalho. É prioritário para estudantes inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) e para aqueles que tenham estudado todo o ensino médio em escola pública ou com bolsa integral na rede privada. Do percentual de vagas ofertado em cada edital, 10% são direcionados para portadores de deficiência física, como o previsto pela Lei 11.788/2008.

 

O contrato de estágio tem duração de um ano, sem possibilidade de prorrogação, exceto quando o estudante seja deficiente físico. A carga horária é composta de quatro horas diárias de atividades supervisionadas, chegando a 20 horas semanais, distribuídas de acordo com a necessidade da Administração Pública. Além da bolsa-estágio, os universitários terão direito a auxílio-transporte e 30 dias de recesso remunerado, proporcionais. Desde seu lançamento, o programa já contratou mais de seis mil estagiários para atuarem no serviço público.

Começa etapa escolar dos Jogos Estudantis da Rede Pública

Começaram oficialmente, nesta quarta-feira (3) os Jogos Estudantis da Rede Pública (JERP). O JERP, que está completando 10 anos, em 2019, é considerado um projeto estratégico pela Secretaria da Educação do Estado para o processo de ensino e aprendizagem dos estudantes. Neste ano, além de envolver diferentes modalidades tradicionais como basquete, vôlei, futebol e xadrez, os jogos incluem modalidades inovadoras, que possuem referências nos territórios e que são sugeridas por cada NTE ou unidade escolar, a exemplo da argolinha, da natação no rio e do samba de roda, que têm uma expressão cultural sem necessariamente ter uma expressão competitiva.

Leia mais.

Começam os cursos e oficinas dos Centros Juvenis de Ciência e Cultura na capital e no interior

13209_01

Os estudantes dos Centros Juvenis de Ciência e Cultura (CJCC) de Salvador, Feira de Santana, Jequié e Barreiras tiveram, nesta segunda-feira (11), as aulas inaugurais dos cursos e das oficinas oferecidos neste semestre. Promovidos pela Secretaria da Educação do Estado (SEC) e direcionados aos alunos da rede estadual matriculados no 9° ano, no Ensino Médio, na Educação de Jovens e Adultos (EJA) ou na Educação Profissional e Tecnológica, os cursos acontecem no contraturno das aulas regulares. Já no CJCC de Senhor do Bonfim, as aulas começam na quarta-feira (12) e no CJCC de Vitória da Conquista, na próxima segunda-feira (18). No CJCC de Itabuna, por sua vez, as atividades começaram no último dia 25/2.

No CJCC de Salvador, estão sendo oferecidos 22 cursos, com a participação de 480 estudantes, nos três turnos, entre os quais os de Robótica; Piloto virtual; e Cosplay. Wendel Diego Cruz, 17, 1º ano do Colégio Estadual Anísio Teixeira, conta que foi incentivado por um colega a participar das oficinas do CJCC. “Fiquei curioso em complementar meus conhecimentos em áreas que gosto muito. Daí, decidi participar dos cursos de Robótica e de Games. Estou com ótimas expectativas porque já deu para ver que o trabalho aqui é bem dinâmico e aprendemos na prática”.

A diretora do CJCC de Salvador, Isabel das Virgens, fala sobre a importância das oficinas no processo de ensino e aprendizagem dos estudantes. “A iniciativa da SEC é fundamental na complementação da Educação dos nossos estudantes. E o mais interessante é que eles têm liberdade de escolher o curso da sua preferência. Então, eles chegam aqui com total disponibilidade e interesse em ganhar novos conhecimentos, a partir de atividades práticas, melhorando, assim, o seu desempenho escolar na Educação regular”, pontuou a gestora.

Em Barreiras, os estudantes do CJCC têm à sua disposição 20 cursos. O estudante Artur Donato, 16, aluno do 1º ano do Colégio Estadual Antônio Geraldo, se matriculou em dois cursos: ‘Meu primeiro aplicativo’ e ‘Do ato ao teatro’, e fala sobre suas expectativas. “É a primeira vez que participo das oficinas do CJCC e fui incentivado por uma professora da minha escola. Estou adorando porque gosto de arte cênica e tenho interesse em fazer um aplicativo ligado à academia de ginástica. Já vi que vou aprender muito porque as aulas são práticas”.

O significado das oficinas e cursos do CJCC na vida escolar dos alunos da rede estadual é ressaltado, também, pela diretora do CJCC de Barreiras. “Essas atividades realizadas pelos CJCC potencializam o aprendizado teórico que os estudantes têm na sala de aula regular, principalmente porque trabalhamos muito a prática, o que facilita a compreensão dos conteúdos”.

Sobre os Centros Juvenis – Iniciativa da Secretaria de Educação do Estado da Bahia, os Centros Juvenis de Ciência e Cultura (CJCC) promovem a ampliação da jornada escolar e a diversificação do currículo dos estudantes. Nos centros são oferecidas diversas atividades culturais e de acesso ao conhecimento científico, como cursos e oficinas realizadas de forma lúdica em ambientes interativos.

Oferta de cursos e oficinas por CJCC:

Salvador

Biotec; Jogos teatrais; Corpus; Culturama; Movidance; Papéis interativos; Ecociências; Pense grande; Embaixadores da ciência; Piloto virtual; Eu, escritor; #Partiumuseu; Investigação científica; Giro da física; Inglês; Filme, edite e publique; Ser e grafias; Fotografia; Robótica; Games; Música; e Garagem de aplicativos.

Jequié

Na crise eu crio – Empreendedorismo sustentável; Desenvolvendo games com scratch – (em 3 modalidades); FotAção; Oficina da palavra; Ilusão (f)ótica; Hqs em série; Eu poeta; Vem ser, seu principal desafio; Teatralizando; Imersão no inglês; Bioquímica de alimentos; Qual a música que te toca?; Universo do cosmaker ao cosplay; Estampano – Desenho; molde e carimbo; e Montagem e programação de robôs.

Itabuna

Escrevivências, Literatura Encena; Trilhas na Mata Atlântica; Dança, Corpo e Movimento; Robótica; Modelagem tridimensional; A arte de Reciclar; Desvendando o DNA; Cosplay; Ciência Fantástica dos Super-Heróis; English’s Club; I Love English e A Medicina das Plantas.

Senhor do Bonfim

História em cinema; Viva a diversidade; Vibe dance;Teatro C; Esporte interativo; Experimentoteca maker; O invisível mundo microbiano; Clube de Ciências; Crush VIP; Carpie diem; No limite da matemática; A história da matemática; Geometria em ação; Empreenda; #Easymática; Poescria; Eu escritor cordel; Click juvenil; Robótica livre; e Reinvenção das coisas.

Barreiras

Reciclaê; Trilhas do Cerrado; Scratch; Por trás da canção; Meu primeiro emprego; Vida de inseto; Cozinha criativa; Do ato ao teatro; Circuito elétrico; Tribos urbanas; O X da questão; Balaio das artes; Empreenda!; Trilhas do Território de Identidade; Audiovizoom; Robótica; Choque cultural; Circuitos elétricos; e Um ponto no mapa.

Vitória da Conquista

Robótica; Mundo invisível; Mutantes; Studio plantas; Quadrinhos em rede; Cosplay; Aventuras em série; F5; Fanfic;1+1 É mais que 2; Na medida – IEED/Normal; e É da $ua conta? – Polivalente.

Feira de Santana

Jogos de tabuleirão; Heurécka; Papéis interativos; Corrida espacial; CSI; English conversation for beginners; Literatura periférica; Solta a batida!; Ideias que rendem; Libras para iniciantes; e Dobraduras e jogos.

Foto: Divulgação

Mais de 200 estudantes de colégios estaduais do Território de Identidade Médio Rio de Contas ingressam no Ensino Superior

O tão sonhado ingresso no Ensino Superior virou realidade para mais de 230 estudantes que concluíram o Ensino Médio em colégios da rede estadual ligados ao Núcleo Territorial de Educação de Jequié (NTE 22), do Território de Identidade Médio Rio de Contas. Aprovados nos vestibulares das universidades públicas e privadas, por meio da nota do Exame Nacional no Ensino Médio (ENEM), que possibilitou as suas inscrições no Sistema de Seleção Unificada (SISU) e no Programa Universidade para Todos (PROUNI), os agora universitários começam a viver sua nova fase de vida escolar, visando a graduação rumo ao mundo do trabalho.

Além de estudantes de colégios estaduais de Jequié, foram aprovados alunos de unidades da rede de outros municípios pertencentes ao NTE 22, como Ipiaú, Manoel Vitorino, Dário Meira, Aiquara, Apuarema, Barra do Rocha, Boa Nova, Gongogi, Ibirataia, Ibirataia, Itagi, Itagibá, Itamari, Jitaúna, Nova Ibiá e Ubatã. Eles, agora, são calouros de instituições a exemplo da UFBA, UNEB, UESB, UESC, IFBA, USP, UFRJ, bem como de faculdades particulares espalhadas pelo Estado.

É o caso de Joaquim Miguel de Jesus Santos, 19, aluno do Colégio Estadual Luís Eduardo Magalhães, localizado em Aiquara, até o final de 2018. No início deste ano, ele recebeu a notícia tão esperada da aprovação na Universidade Federal da Bahia, onde irá cursar Ciências Sociais. “Passei para o segundo semestre e não estou me aguentando de ansiedade para que chegue logo 5 de agosto. Até lá, vou procurar estudar assuntos relacionados para já entrar antenado”, revela.

Joaquim de Jesus Santos -foto. divulgação

Joaquim conta, ainda, que a escolha do curso foi incentivada pelo pai e se deve, principalmente, pela sua afinidade por questões sociais, voltadas para os movimentos populares. “Sempre fui participante do movimento estudantil, fazia questão de ir nos congressos, de participar da vida escolar e tive muitos professores que me estimulavam o meu engajamento. Pretendo continuar me aperfeiçoando nos estudos para me tornar um cientista social para pesquisar temas como democracia racial e desigualdade social”.

As estudantes Beatriz Santos Ribeiro e Larissa Freire da Silva, ambas do Colégio Estadual Professor Faraildes Santos, em Jequié, também ingressaram no Ensino Superior e, agora, são alunas, respectivamente, dos cursos de Química e Letras, da Universidade Estadual da Bahia (UNEB). “Estou bem ansiosa e com grandes expectativas. Espero gostar do curso, que é uma área que tenho afinidade, mas também gosto demais de Matemática. Tanto que, no ano passado, prestei vestibular para esta área e fui aprovada, mas não pude me matricular porque ainda estava por concluir o Ensino Médio. Optei por Química, desta vez, porque é para o primeiro semestre e Matemática, só para o segundo. Mas, caso não goste, quando abrir as inscrições do SISU para o segundo semestre, tentarei Matemática”, conta Beatriz, que entrou para a UNEB por meio do SISU e fez 640 pontos na redação.

Estudante Beatriz Ribeiro -foto. divulgação (1)

Fotos: Divulgação

Centros Juvenis estão com inscrições abertas para cursos e oficinas gratuitos na capital e no interior

13037

Os Centros Juvenis de Ciência e Cultura (CJCC), localizados em Salvador, Senhor do Bonfim, Vitória da Conquista, Barreiras, Itabuna, Jequié e Feira de Santana, estão com inscrições abertas para diversos cursos e oficinas gratuitas, como Robótica, Piloto virtual, Inglês, Libras para iniciantes, Empreenda, Geometria em ação, Cosplay e outros. Os cursos e oficinas são direcionados aos estudantes da rede estadual matriculados no 9° ano, no Ensino Médio, na Educação de Jovens e Adultos (EJA) ou Educação Profissional e Tecnológica. Veja abaixo a relação dos cursos ofertados por unidade do CJCC.

Para se inscrever, o interessado deverá ir para a unidade do Centro Juvenil de sua cidade. É necessário levar cópias do comprovante de matrícula da rede estadual, do comprovante de residência, do CPF e da Carteira de Identidade. No CJCC de Itabuna, as atividades começam no dia 25 de fevereiro; nos Centros Juvenis de Salvador, Feria de Santana, Barreiras e Jequié, no dia 11/03; no CJCC de Senhor do Bonfim, no dia 12/03; e no de Vitória da Conquista, no dia 18/03. Para cada curso e oficina são ofertadas 25 vagas.

Sobre os Centros Juvenis – Iniciativa da Secretaria de Educação do Estado da Bahia, os Centros Juvenis de Ciência e Cultura (CJCC) promovem a ampliação da jornada escolar e a diversificação do currículo dos estudantes. Nos centros são oferecidas diversas atividades culturais e de acesso ao conhecimento científico, como cursos e oficinas realizadas de forma lúdica em ambientes interativos.

19.02 - Torneio de Robótica_CJCC Salvador 4

Oferta de cursos por CJCC:

Salvador
Biotec; Jogos teatrais; Corpus; Culturama; Movidance; Papéis interativos; Ecociências; Pense grande; Embaixadores da ciência; Piloto virtual; Eu, escritor; #Partiumuseu; Investigação científica; Giro da física; Inglês; Filme, edite e publique; Ser e grafias; Fotografia; Robótica; Games; Música; e Garagem de aplicativos.

Jequié
Na crise eu crio – Empreendedorismo sustentável; Desenvolvendo games com scratch – (em 3 modalidades); FotAção; Oficina da palavra; Ilusão (f)ótica; Hqs em série; Eu poeta; Vem ser, seu principal desafio; Teatralizando; Imersão no inglês; Bioquímica de alimentos; Qual a música que te toca?; Universo do cosmaker ao cosplay; Estampano – Desenho; molde e carimbo; e Montagem e programação de robôs.

Itabuna
Escrevivências, Literatura Encena; Trilhas na Mata Atlântica; Dança, Corpo e Movimento; Robótica; Modelagem tridimensional; A arte de Reciclar; Desvendando o DNA; Cosplay; Ciência Fantástica dos Super-Heróis; English’s Club; I Love English e A Medicina das Plantas.

Senhor do Bonfim
História em cinema; Viva a diversidade; Vibe dance;Teatro C; Esporte interativo; Experimentoteca maker; O invisível mundo microbiano; Clube de Ciências; Crush VIP; Carpie diem; No limite da matemática; A história da matemática; Geometria em ação; Empreenda; #Easymática; Poescria; Eu escritor cordel; Click juvenil; Robótica livre; e Reinvenção das coisas.

Barreiras
Reciclaê; Trilhas do Cerrado; Scratch; Por trás da canção; Meu primeiro emprego; Vida de inseto; Cozinha criativa; Do ato ao teatro; Circuito elétrico; Tribos urbanas; O X da questão; Balaio das artes; Empreenda!; Trilhas do Território de Identidade; Audiovizoom; Robótica; Choque cultural; Circuitos elétricos; e Um ponto no mapa.

Vitória da Conquista
Robótica; Mundo invisível; Mutantes; Studio plantas; Quadrinhos em rede; Cosplay; Aventuras em série; F5; Fanfic;1+1 É mais que 2; Na medida – IEED/Normal; e É da $ua conta? – Polivalente.

Feira de Santana
Jogos de tabuleirão; Heurécka; Papéis interativos; Corrida espacial; CSI; English conversation for beginners; Literatura periférica; Solta a batida!; Ideias que rendem; Libras para iniciantes; e Dobraduras e jogos.

Contatos para entrevistas

Isabel Cristina – (71) 98844-3725 (diretora do CJCC Salvador)
Janair Torres – (74) 99119-7840 (diretora do CJCC Sr. do Bonfim)
Alice Irigoyen – (77) 98806-8192 (diretora do CJCC Vitória da Conquista)
Laísa Brandão – (77) 99992-9483 (diretora do CJCC de Barreiras)
Denelísio Leite – (73) 98846-2928 (diretora do CJCC de Itabuna)
Tatiana – (75) 99191-3665 (diretora do CJCC de Feira de Santana)
Sául Souza – (73) 99121-6438 (diretor do CJCC de Jequié)

Foto: Ilustrativa? divulgação

Educadores planejam ano letivo da rede estadual durante a Semana Pedagógica 2019

Professores, coordenadores pedagógicos e gestores de toda a rede estadual de ensino começaram, nesta segunda-feira (4), a preparação para o ano letivo de 2019 durante a Semana Pedagógica, que segue até sexta-feira (8), em todas as escolas estaduais. A atividade marcou o primeiro contato do novo secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, e do subsecretário Danilo Souza, com as comunidades escolares dos Colégios Estaduais Norma Ribeiro, no bairro do Arenoso, Governador Lomanto Junior, no bairro de Itapuã, e do Centro Estadual de Educação Profissional, Formação e Eventos Isaías Alves (CEEP Isaías Alves), no bairro do Barbalho, em Salvador.

A jornada pedagógica está sendo realizada duas vezes por ano, desde 2017, e neste primeiro momento de 2019 os professores, gestores e coordenadores pedagógicos estão fazendo o planejamento coletivo baseado no tema “Pilares para a garantia do direito de aprender: currículo, formação, acompanhamento e avaliação”. Durante os cinco dias de encontro, os participantes irão discutir ações e atividades, bem como avaliarão o conteúdo e as estratégias de articulação entre os projetos e o currículo escolar, tendo em vista a melhoria da aprendizagem.

Ao dar as boas-vindas para a comunidade escolar, o secretário Jerônimo destacou o papel da Semana Pedagógica. “Este é um momento estratégico para a escola, que se debruça, sob a orientação da Secretaria da Educação, para planejar o ano letivo e dialogar com a comunidade estudantil e com a comunidade do entorno sobre os aspectos que devem dirigir o ano letivo. Portanto, esse momento é relevante para nós, ainda mais porque estamos recepcionando os profissionais concursados que estão chegando às nossas escolas, a exemplo dos coordenadores pedagógicos que vão ter um papel fundamental para a gente melhorar os nossos indicadores de avaliação da Educação baiana”, ressaltou.

Mais sobre a jornada – A programação da Semana Pedagógica inclui: apresentação sobre o Novo Ensino Médio; linha do tempo “Escuta Inspiracional à elaboração do Currículo Bahia”; apresentação dialogada para saber como fica o planejamento da unidade escolar a partir das orientações gerais do Currículo Bahia e, também, referente às orientações pedagógicas para o acompanhamento da aprendizagem dos estudantes. Outros destaques são oficinas sobre temas como Refletindo sobre competências e habilidades; Refletindo sobre aprendizagem contextualizada no século XXI; Avaliação da aprendizagem; Trajetórias de sucesso escolar; e Análise situacional através de matriz swot.

Programa Saúde na Escola realiza adesão dos municípios

Expo Saúde no Colegio Rotary (11)

Estão abertas as inscrições, até 15 de fevereiro, para adesão ao Programa Saúde na Escola (PSE) pelos municípios, por meio do endereço http://dabsistemas.saude.gov.br/sistemas/pse/relatorio. Para a inscrição, os gestores responsáveis pelas secretarias municipais de educação devem indicar as escolas para a participação seguindo critérios contidos no manual. O programa nacional, promovido na Bahia pela Secretaria da Educação do Estado, tem duração de 24 meses e vai contemplar as escolas públicas do município, independente da esfera administrativa (estadual, municipal e/ou federal).

O coordenador de Educação Ambiental e Saúde do Estado, Fabio Barbosa, destacou a importância do projeto como política pública para os municípios. “Essa adesão é o primeiro passo para que possamos intensificar as práticas de promoção e prevenção de agravos e doenças em crianças, adolescentes, jovens e adultos, sendo a escola um espaço ideal para esse trabalho. Ano passado tivemos 100% de adesão dos municípios, com 11.217 escolas compactuadas, destas 602 estaduais”, destaca.

PSE – O Programa Saúde na Escola é uma política intersetorial, regido pela Portaria Interministerial nº. 1.055, de 25 de abril de 2017, na qual a articulação, principalmente, dos setores da Educação e da Saúde, é indispensável para efetividade das ações. O objetivo principal é a atenção integral à saúde dos educandos da rede pública, através de ações de promoção, prevenção e atenção à saúde de forma a empoderá-los para o reconhecimento e, consequentemente, o enfrentamento das situações que os tornam vulneráveis e que possam vir a comprometer o seu pleno desenvolvimento.

Acesse o manual de adesão do PSE:
http://189.28.128.100/dab/docs/portaldab/documentos/pse/manual_adesao_2019_20.pdf

Foto: Ilustrativa/ Divulgação

Começa segunda-feira (4) a Semana Pedagógica nas escolas estaduais

127251

Professores, gestores e coordenadores pedagógicos da rede estadual de ensino estarão reunidos, entre os dias 4 e 8 de fevereiro, na Semana Pedagógica 2019, com o objetivo de planejar o ano letivo 2019. Este ano, a atividade terá como tema “Pilares para a garantia do direito de aprender: currículo, formação, acompanhamento e avaliação”. Durante os cinco dias de encontro, os participantes irão discutir ações, bem como avaliarão o conteúdo e as estratégias de articulação entre os projetos e o currículo escolar, tendo em vista a melhoria da aprendizagem.

A programação da Semana Pedagógica inclui: apresentação sobre o Novo Ensino Médio; linha do tempo “Escuta Inspiracional à elaboração do Currículo Bahia”; apresentação dialogada para saber como fica o planejamento da unidade escolar a partir das orientações gerais do Currículo Bahia e, também, referente às orientações pedagógicas para o acompanhamento da aprendizagem dos estudantes. Outros destaques são oficinas sobre temas como Refletindo sobre competências e habilidades; Refletindo sobre aprendizagem contextualizada no século XXI; Avaliação da aprendizagem; Trajetórias de sucesso escolar; e Análise situacional através de matriz swot.

A diretora de Ensino Médio do Estado, Tereza Farias, destaca que um diferencial da Semana Pedagógica é que cada dia de discussão irá gerar um produto como resultado das oficinas. Este material chegará à Secretaria da Educação através dos Formulário da Google, com os dados já tratados, podendo gerar tabelas e gráficos para sinalizar quais as maiores demandas que as escolas apresentaram nas discussões pedagógicas. “A gente vai conseguir, em tempo real, logo após acabar a Semana Pedagógica, ter o produto do que foi discutido nas escolas e esse material vai nos ajudar a pensar e replanejar as prioridades que as escolas identificaram em relação a currículo, acompanhamento, avaliação e formação”.

jornada Pedagógica no NTE 06 Valença -divulgação (20)

A Semana Pedagógica 2019 abordará, também, os indicadores educacionais nas escolas públicas do Estado a partir dos pilares currículo, formação, acompanhamento e avaliação. “Ao longo dos cinco dias, vamos discutir como garantir o direito de aprendizagem dos estudantes da Educação Básica. Então, discutiremos a avaliação partindo dos indicadores educacionais do Estado. É importante que os gestores, coordenadores e professores conheçam e se apropriem, por exemplo, de quais são os dados da proficiência da rede e qual foi o resultado que tivemos na última edição do SAEB (Sistema de Avaliação da Educação Básica), em especial do Ensino Médio, em que passamos um número maior de escolas avaliadas, pelo caráter censitário da avaliação”, pontua.

A discussão sobre avaliação será iniciada, ainda segundo Tereza Farias, do diagnóstico de como a escola está fazendo seus procedimentos de avaliação da aprendizagem. “Também vamos apresentar e discutir o currículo referencial do Estado, que é o Currículo Bahia para o Ensino Fundamental, e o novo currículo que começa a surgir para o Ensino Médio, discutindo as novas arquiteturas curriculares que estará implementada de forma plena na rede estadual, a partir de 2020”. Os dois últimos dias serão reservados para os pilares acompanhamento e formação. “Tanto para pensar o acompanhamento das aprendizagens dos estudantes ao longo das três unidades letivas, quanto para pensar a formação continuada no lócus da escola. Serão cinco dias intensos de trabalho pedagógico, estudos teóricos e desenvolvimento de oficinas práticas que vão trazer o produto de planejamento para a escola”, acrescentou.

Foto: Ilustrativa/ Divulgação

Secretaria da Educação do Estado realiza confirmação da matrícula para estudantes com necessidades especiais nesta quinta-feira (31)

Educação Inclusiva  no Colégio Satelite (1)

A Secretaria da Educação do Estado realiza, nesta quinta-feira (31) a confirmação da matrícula dos estudantes com necessidades especiais (deficiência, transtorno global do desenvolvimento e/ou altas habilidades/superdotação, com ou sem diagnóstico comprovado). Seus responsáveis deverão voltar à unidade escolar indicada no cadastro de pré-matrícula (realizada em novembro passado) para a entrega da documentação exigida e consolidar o processo.

Os documentos necessários para a confirmação da matrícula e que deverão ser apresentados na unidade escolar são os seguintes: original do Histórico Escolar; original e cópia da Cédula de Identidade ou Certidão de Registro Civil do responsável legal e do aluno; original e cópia do CPF do aluno; duas fotos 3×4 do aluno; original e cópia legível com data recente do comprovante de residência (água, luz, telefone fixo ou móvel, gás encanado, Internet, contrato de aluguel, IPTU, cartão de crédito) e original e cópia da carteira de vacinação.

A rede estadual conta com Atendimento Educacional Especializado (AEE). São 65 Salas de Recursos Multifuncionais (SEM), 12 Centros de Atendimento Educacional Especializado e seis instituições conveniadas. Os alunos são atendidos nas escolas da rede e nos Centros de Educação Especial, dentro de suas especificidades, para que possam participar ativamente do ensino regular. No ato da matrícula, a família pode escolher a escola da sua conveniência e a Secretaria providencia os meios para que o estudante acesse e permaneça na referida unidade escolar.

O ano letivo de 2019 começará no dia 11 de fevereiro e se encerrará no dia 16 de dezembro.

Foto: Ilustrativa/ Claudionor Jr

Segue até sexta-feira (1°) a matrícula para selecionados em cursos da Educação Profissional

Os estudantes selecionados para os cursos técnicos de nível médio ofertados pela Secretaria da Educação do Estado, na forma de articulação Subsequente ao Ensino Médio (PROSUB), têm até sexta-feira (1º/2) para a efetivação da matrícula, iniciada nesta quarta (30). O procedimento é realizado somente na unidade escolar para a qual o estudante se inscreveu e foi contemplado com o curso.

Foram ofertadas dez mil vagas para cursos técnicos nos Centros Estaduais, Territoriais e unidades compartilhadas da rede estadual, em 82 municípios da Bahia, envolvendo todos os 27 Territórios de Identidade. Os cursos mais procurados foram os de Enfermagem, Segurança do Trabalho, Logística e Nutrição, em municípios como Salvador, Feira de Santana, Itabuna, Vitória da Conquista e outros. O início do período letivo será no dia 11 de fevereiro.

Para a efetivação da matrícula, os contemplados deverão apresentar os seguintes documentos: original e cópia da Carteira de Identidade, do CPF, Histórico Escolar e comprovante de residência atualizado. Como as vagas foram distribuídas segundo a ordem classificatória das médias finais obtidas nas disciplinas Língua Portuguesa e Matemática no último ano/módulo de estudo no Ensino Médio ou equivalente ou com base no resultado obtido no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), o estudante também deverá levar, no ato da matrícula, a comprovação das notas de Português e Matemática no ENEM, conforme declarado no ato da inscrição.

No Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP) Empreende Bahia, localizado no bairro Água de Meninos, em Salvador, a matrícula está ocorrendo de forma rápida e tranquila. Débora Isla dos Antunes, 18, reuniu todos os documentos e foi ansiosa fazer sua matrícula. “Gosto muito de cozinhar e adoro essa área de Nutrição. Quero fazer esse curso para ter uma boa base técnica, pois pretendo fazer faculdade de Nutrição e esses conhecimentos vão ser muito úteis”, disse entusiasmada.

Para Lázaro dos Santos Tavares, 47, o curso técnico em Alimentos vai agregar muito na sua carreira. “Já trabalhei em padaria e esse curso vai me dar mais conhecimento para trabalhar com alimentos. Este será o meu segundo curso técnico, pois também sou formado em Mecânica Industrial”, comentou.

Fotos: Emerson Santos